12 março, 2015

Queres ser loira? 3 coisas que deves saber antes de pintares o cabelo de loiro

como ser loira?
Sempre quis ser loira, sempre me pus horas ao sol para que o meu cabelo aclarasse o mais possível e um dia tomei a decisão: vou descolorar o cabelo e vou ser loira.
Descoloração arruína o cabelo
Essa é uma verdade universal e não deve haver ninguém neste planeta que não perceba que arrancar a cor do nosso cabelo o vai deixar em estado crítico. Também é verdade que é possível manter um cabelo loiro bonito, mesmo depois de descoloração, mas isso implica cuidados extremos, normalmente dispendiosos e contínuos, quase como um trabalho em part-time.
dicas para pintar cabelo de loiro
Não esperes consegui-lo em pouco tempo
Há formas de chegar ao tom desejado sem adicionar descolorante à mistura culminando num tom de cabelo mais natural e muito menos danificado. Como não há prós sem contras, seguir esse caminho requer um profissional experiente, provavelmente também dispendioso, e uns longos meses, senão anos, até ao tom ideal.
Tem em conta que, provavelmente, a tua cor de cabelo natural é a que te fica melhor
Definitivamente, a verdade menos pública e menos valorizada. Temos o poder e a capacidade de mudar e moldar partes de nós e quando o que a genética nos deu não corresponde aos nossos desejos há que tentar, da forma mais saudável, aproximar a nossa realidade daquilo que imaginamos para que vivamos mais felizes com a nossa aparência. Ainda que, em muitos casos, a mudança seja possível, nem sempre é a decisão mais acertada. Somos uma combinação única e aleatória de genes e proteínas que trabalham para criar um ser igualmente único com características distinguíveis, combinações naturalmente ideais à nossa existência. Pintar o cabelo não vai mudar o nosso património genético mas vai afectar a nossa harmonia inata que nos assenta melhor do que a mais bela cor de cabelo.


O meu desejo era ser loira e foi preciso quase assassinar o meu cabelo para perceber que o cabelo loiro não me pode fazer mais eu do que a minha cor alguma vez fará e sem querer ser influência na decisão de alguém com o mesmo desejo que eu, aconselho-te a ter em conta os três aspectos acima e para além disso, perguntar a ti própria

Mudar aquilo que aparentas vai fazer-te sentir mais tu? A longo prazo, vai fazer-te mais feliz ou trazer-te mais preocupações e cuidados desnecessários? Vale a pena arriscar destruir uma harmonia perfeita e natural para que te sintas melhor em frente ao espelho? Se sim, vai em frente.

nesjgd-horz

   twitter flickr lookbook facebook  youtube bloglovin

3 comentários:

  1. Revejo-me neste post ahah, mas era tão nova e inexperiente que pensei que a cor agarrava logo.. tive imenso tempo para chegar ao tom que tenho agora! Neste momento já estou a pensar em pintar o cabelo de preto!

    ResponderEliminar
  2. Muito bom este post. Eu sempre quis pintar o cabelo de ruivo mas a minha cor natural não dá para que esse processo seja rapido. No entanto pintei o cabelo num tom que á luz do sol dava reflexos ruivos e gostei bastante só que não ha nada como a nossa cor natural. Por mais que eu gostasse de ser ruiva, a verdade é que a tinta danificou me mais o cabelo que ja era problematico antes de ser pintado, e a verdade é que eu tambem gosto da minha cor natural. Acho que as vezes é preferivel ter um cabelo natural mas saudavel e bem tratado do que propriamente ter a cor que desejávamos.

    ResponderEliminar